Filtração de água poluída por hidrocarbonetos e filtração de água pluvial oleosa: que soluções ecológicas e móveis?

Para preservar o meio ambiente de forma simples e eficaz, é obrigatório tratar as águas pluviais oleosas carregadas de hidrocarbonetos antes de sua descarga no meio ambiente.

Graças a soluções móveis e de fácil utilização, a GMT International propõe as melhores alternativas às operações clássicas de bombeamento, transporte e destruição do resíduo.

Neste artigo, descobrirá o que diz a lei sobre a água, nossas soluções de filtração de águas pluviais poluídas por hidrocarbonetos e as qualidades do nosso filtro de água pluvial F50.

Situação da legislação: o que diz a lei sobre a filtração de água? 

A lei sobre a água

Atenção! Não há apenas uma, mas várias leis sobre a água! A primeira, instaurada em 1964, tem por objetivo combater a poluição das águas. Ela possui dois papéis: assegurar o abastecimento de água potável a toda a população francesa, bem como fornecer à indústria e à agricultura a água de que necessitam. A lei de 1992 acrescenta que “a água faz parte do patrimônio da nação”. Seus objetivos são, portanto:

  • preservar os ecossistemas aquáticos
  • desenvolver recursos hídricos
  • proteger este bem essencial
  • valorizar a água como recurso econômico

Ela “proíbe a descarga em águas superficiais, subterrâneas e marinhas, por descarga direta ou indireta ou após escoamento no solo ou infiltração, de lubrificantes ou óleos novos ou usados pertencentes às seguintes categorias: óleos de motor e compressor e óleo básico de motor, óleos usados como matéria-prima para a fabricação de aditivos lubrificantes, preparação de aditivos lubrificantes.”

E quanto à filtração de água poluída por hidrocarbonetos e a filtração de água poluída por óleos dielétricos? Nossas soluções:

Inteiramente fabricada na França, a linha FILTRELEC® foi desenvolvida pela GMT International em parceria com a TOTAL e o Instituto Francês do Petróleo e Novas Energias.

As soluções FILTRELEC®:

Soluções de filtração para instalações fixas que oferecem uma ampla faixa de vazões de água filtrada, operando por gravidade:

  • F5®: cartucho filtrante “recarregável”; vazão de 5 L/min e possibilidade de montar vários cartuchos em paralelo
  • F15: cartucho filtrante com vazão de 15 L/min e possibilidade de montar vários cartuchos em paralelo
  • HYDROBLOC® (patente compartilhada com a ENEDIS): dispositivo em concreto pré-fabricado e enterrado, contendo de 1 a 5 F15
  • F1500: filtro de alta vazão que permite tratar 1500 L/min

Dispositivo portátil de recuperação de vazamento identificado em material instalado no exterior HOLYBAG® (patente compartilhada GMT/RTE)

Novo dispositivo móvel de despoluição in situ F50®

Todos os nossos produtos foram testados e certificados (cumprimento estrito da lei da água) por organismos externos. Todos os nossos produtos cumprem os regulamentos e diretrizes REACH e RoHS.

F50: uma solução móvel de filtração de água poluída por hidrocarbonetos 

Uma solução multifuncional

Alternativa às soluções tradicionais de bombeamento, transporte e reprocessamento em centro de água oleosa certificado, o F50 tem as seguintes vantagens:

  • Redução dos custos de despoluição
  • Redução da emissão de carbono do processo de despoluição
  • Autonomia no tratamento de águas oleosas
  • Produto orientado para o operador: manipulável por uma só pessoa, ergonômico, simples de usar e acionável sem ferramentas

Um produto conforme à legislação

Esta solução foi criada para respeitar as leis em vigor em matéria de filtração de água poluída por hidrocarbonetos. Ela lhe permitirá respeitar o meio ambiente, a fauna, a flora e os solos circundantes.

Esta unidade de filtração pode funcionar de forma totalmente autônoma combinada ao nosso sistema “BUNDGUARD” (controle do comando da bomba de alimentação em função do nível e da presença de óleo).

Durável, fiável e de fácil manutenção

Devido à utilização de um meio absorvente insensível à temperatura ambiente (-40°C/+50°C) a vida útil da unidade de filtração é consideravelmente aumentada. O meio absorvente só deve ser substituído uma vez saturado de hidrocarbonetos.

Quando saturado por hidrocarbonetos, o meio absorvente forma um tampão estanque e a totalidade do fluido (água/óleo) entrante é então redirigida para a fossa poluída por refluxo. Isto permite evitar qualquer risco de poluição acidental.

Em caso de saturação, a substituição dos cestos de pré-filtração e filtração é realizada rapidamente e sem ferramentas.